terça-feira, 26 de maio de 2020

NÉRCIO ANTÔNIO ALVES / ROSEMEIRE - MENOSPREZO



MENOSPREZO


Não menosprezes os que servem no bem, tendo-os a conta de fanáticos e indiferentes aos prazeres da vida.

Se porventura és feliz, lembra-te no entanto que o número dos infelizes que perambulam em busca da felicidade é imenso.

Se tens fartura em tua mesa, lembra-te que a fome está em quase toda a parte do mundo, e inúmeros são os famintos a procura de um pedaço de pão.

Se vives a rir esbanjando alegria, lembra-te dos infortunados que enlutados choram a perda de seus entes queridos, ou por se encontrarem confinados ao cubículo de uma prisão.

Se tens tua casa, por humilde que seja, tens onde morar, lembra-te dos desabrigados e andarilhos que não tem para onde voltar.

Portanto não há razão para o menosprezo só porque tens uma vida tranquila da qual ocupas o tempo com prazeres efêmeros, lembra-te que mesmo assim, há os que por ti se preocuram, porque sabem que se hoje tudo é sorriso e alegria, amanhã talvez se transforme em dificuldades, fome, nudez, tristeza, lágrimas e dor, porque na realidade não sabemos o que nos reserva o futuro.

Não menosprezes os que vivem em função de seus semelhantes, ao contrário, tenha nestes um exemplo de verdadeiros Cristãos, que esquecem de si mesmos para fazer alguém feliz.

Portanto, se puderes, faça o mesmo.

Mas mesmo assim, se nessa tua trajetória no bem surgirem obstáculos, dificultando-te a prática de servir com o Cristo, não desanimes, insista, tente pelo menos imitá-lo.


ROSEMEIRE


Médium: Nércio Antônio Alves

Fonte: Livro: Eflúvio Salutar – Nércio Antônio Alves/Espíritos Diversos.

terça-feira, 7 de abril de 2020

DIVALDO PEREIRA FRANCO / JOANNA DE ÂNGELIS - PERGUNTA E RESPOSTA


Pergunta: Algumas pessoas dizem que certas dores são cármicas, portanto, difícil é livrarem-se delas, o carma é realmente inalterável ou não?

Resposta: O carma está sempre em processo de alteração, conforme o comportamento da criatura.

A desdita que se alonga, o cárcere moral que desarvora, a enfermidade rigorosa que alucina, a limitação que perturba, a solidão que asfixia, o desar que amargura podem alterar-se favoravelmente, se aquele que os experimenta resolve mudar as atitudes, aprimorando-as e desdobrando-as em prol do bem geral, no que resulta em bem próprio.

Não existe nas soberanas Leis da Vida fatalidade para o mal.

O que ao ser acontece, é resultado do que ele fez de si mesmo e nunca do que Deus lhe faz, como apraz aos pessimistas, aos derrotistas e cômodos afirmar.

Refaze, pois, a tua vida, a todo momento, para melhor, mediante os teus atos saudáveis.

Constrói e elabora novos carmas, liberando-te dos penosos que te pesam na economia moral.


JOANNA DE ÂNGELIS

Médium: Divaldo Pereira Franco


Fonte: Livro: Joanna de Ângelis Responde – Psicografia de Divaldo Pereira Franco – Organizado por José Maria de M. Souza - Editora Leal.

segunda-feira, 6 de abril de 2020

VINÍCIUS LARA / ESTEVÃO - DIANTE DA CRISE

DIANTE DA CRISE

Não vos cabe saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu por seu poder.”
At. 117

Por mais ativa e poderosa a humanidade, nenhum homem será capaz de evitar a morte ou os desafios comuns da vida, na evoluçao da consciência.

Somam-se os séculos, impérios e civilizações se erguem e destroem, mas sempre, seja onde ou como for, os indivíduos seguem sua marcha rumo à constante transformação.

Frequentemente, ao observar os acontecimentos do tempo presente, somos tentados a arrefecer a confiança e resvalamos no pessimismo. Crises políticas de ordem geral, avanço aparente das desigualdades ou o aumento das afrontas emocionais enxameiam a mancheias e, diante deles, é muito importante preservarmos a fé dentro de nós.

Deus opera em silêncio e com precisão, reconhecendo nos homens as mais diminutas necessidades e agindo para fazer com que a verdadeira destinação de nossa natureza íntima se manifeste: o amor.

Podemos dizer que, ao longo de estradas tortuosas, o Senhor semeia múltiplos campos com diversos cereais, cada um deles apto a saciar a necessidade. Cada vegetal, entretanto, germina, brota e produz ao seu compasso, sem que o Jardineiro da Vida esteja alheio ao que se passa.

Aquilo que aos olhos materiais aparenta terra vazia ou excessiva secura, sob o zelo do alto e o trabalho dos amigos da luz, nada mais é do que nova lavoura ainda em tenro desenvolvimento.

Vivencianedo crises de qualquer natureza, não nos esqueçamos de que além de justiça, o Pai é magnânimo em sua misericórdia e oferecerá a todos os indivíduos oportunidades de reerguimento no rumo do bem.

Entreguemo-nos à parte que nos cabe na obra de elevação coletiva, cientes de que se não é possível saber precisamente os tempos ou estações que o Pai estabeleceu por seu poder. Certamente somos capazes de confiar e cooperar nos planos divinos o cuidado de todos nós.

ESTEVÃO

Médium: Vinícius Lara

Fonte: Livro: Cartas do Evangelho – Vinícius Lara/Estevão – Sociedade Espírita Primavera.

quinta-feira, 2 de abril de 2020

SHYRLENE SOARES CAMPOS / BEZERRA DE MENEZES - MELHOR AMIGO


MELHOR AMIGO


Na trilha de nossa vida, o Evangelho é um caminho seguro.

Diante das enfermidades, é um bálsamo que nos cura e ao mesmo tempo nos consola.

Nas trevas interiores, o Evangelho é luz a nos iluminar os passos.

Diante de problemas difíceis e insolúveis, o Evangelho é sempre um alerta para que saibamos agir melhor e caminhar com segurança.

Diante de todas as asperezas que o mundo possa nos impor, o Evangelho, será sempre aquele apoio seguro, aquele alento nos momentos mais aflitivos.

Quando nos sentirmos solitários, ansiosos e aflitos, o Evangelho é o maior e o melhor amigo.

Aquilo que Jesus tinha de melhor, Ele deixou para a humanidade, que foram as suas palavras esclarecedoras e fraternas.

Ele trouxe, de plano espiritual muito superior, um tesouro, e colocou esse tesouro nas mãos de todas as criaturas.

Sendo pobres ou ricos, felizes ou infelizes, jovens ou idosos, todos podem usufruir dessse tesouro, que é o Evangelho redentor, consolador e acima de tudo, muito amigo...


BEZERRA DE MENEZES

Médium: Shirlene Soares Campos

Fonte: Livro: Bezerra de Menezes, o Médico de nossas Almas – Shyrlene Soares Campos/Bezerra de Menezes.

quarta-feira, 1 de abril de 2020

FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER/EMMANUEL - REENCARNAÇÃO FUTURA DO M[EDIUM


REENCARNAÇÃO FUTURA
DO MÉDIUM

              (Pergunta e Resposta)


NEI - Você acha que depois de morrer você vai reencarnar:

CHICO XAVIER - Sim, vejo isso como uma necessidade essencial porque quanto mais estudo com os Bons Espíritos os temas naturais da vida, mais compreendo a amplitude da minha ignorância. E só reencarnado, só no relacionamento com os nossos semelhantes, é que posso continuar aprendendo, de modo que eu não espero nenhuma felicidade, chamada paradisíaca, depois da existência humana, senão essa felicidade maravilhosa de poder continuar vivendo aqui mesmo, entre os amigos terrenos, aprendendo com eles, como estou aprendendo até hoje. E espero partir deste mundo, quando houver de partir, aprendendo sempre.


Fonte: Livro: Entender Conversando – Francisco Cândido Xavier/Emmanuel – Pergunta 98 – IDE.

terça-feira, 31 de março de 2020

ALLAN KARDEC - INSTRUÇÕES DOS ESPÍRITOS - FÉNELON


Instruções dos Espíritos
(Sociedade Espírita de Antuérpia)


Reconhecei a grandeza e a misericórdia de Deus para com todos os seus filhos. A voz do Altíssimo se fez ouvir! Inclinai-vos e sede humildes, porque o poder do Senhor é grande. A Terra inteira deve vibrar sob sua mão misericordiosa, e os que se submeterem às suas leis serão abençoados, como outrora Abraão, que marchava para uma terra desconhecida, porque a voz do Eterno falava em seu coração.

O Altíssimo vos sustentará, a vós que marchais sob o seu olhar paternal, humildes e crentes. Deixai que vos tratem como pobres de espírito, e o Deus forte vos atrairá a si por sua graça; sede firmes trabalhando em sua vinha, e desprezai o desdém dos ímpios, porque o Eterno vos tocou com sua mão protetora. Sede corajosos e marchai sem saber onde ele vos conduz; ele protege os que apoiam a própria fraqueza em sua força. O Criador é grande; admirai-o em suas obras.

O Espiritismo espalha-se na Terra, semelhante ao orvalho benfazejo da noite que refresca uma terra muito seca. Ele espargirá em vossas almas o orvalho celeste; vossos corações, pela unção da graça divina, produzirão bons frutos, e vossos trabalhos proclamarão sua glória e sua grandeza.

Deus é onipotente, e quando conduzia por sua força o braço de Moisés, as tábuas da lei não abalaram a Terra? Que temeis? Deus vos abandonou à vossa fraqueza, quando deu sua força a Moisés? O Altíssimo não enviou o maná do deserto? Será menos misericordioso para convosco do que foi para com os filhos de Israel, deixando que vossos corações se ressequem pela ignorância?

Deus é tão justo quanto grande! Apoiai-vos nele e ele vos inundará de sua graça. Vossos corações abrir-se-ão e se tornarão asilo da fé e da caridade; porque a caridade brilhou na Terra e o Altíssimo vos tocou com sua mão benfeitora.

Coragem, espíritas! o Deus forte vos olha. Que vossos corações sejam as tábuas onde ele inscreve suas leis, e que nada de impuro manche o templo do Eterno, a fim de que vos torneis dignos de pregar seus mandamentos. Não temais andar nas trevas, quando a luz divina vos conduz.

Os tempos designados pelo Todo-Poderoso são chegados; as trevas desaparecerão da Terra dando lugar aos raios divinos que inundarão vossas almas,se não repelirdes a voz de Deus.

A força do Altíssimo derramar-se-á sobre o seu povo,e seus filhos o bendirão entoando louvores pela pureza de seus corações. Que nada vos detenha, que nada vos desanime; sede firmes na obra de Deus. Sede todos filhos de uma grande família, e que o olhar do vosso Pai Celeste vos conduza e faça frutificarem os vossos trabalhos.


FÉNELON


Fonte: Revista Espírita – Allan Kardec – Fénelon, I - Janeiro de 1865. FEB.


quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

JOSÉ RAUL TEIXEIRA / THEREZA DE BRITO - GUARDADOS

GUARDADOS



Curioso, no mundo, é que quase todas as pessoas costumam manter seus guardados.

São trastes emperrados, que o apego não permite que deles se desfaça.

São vestes e utensílios que lembram essa ou aquela ocasião, detendo valores afetivos, conforme se diz nos caminhos terrestres.

Quinquilharias apresentam-se atulhando gavetas várias, assemelhando-se a museus pessoais, detidos nos lares ou em instituições específicas.

Vislumbram-se joias caras, que não são usadas, em virtude do medo, nem têm outra finalidade senão agrilhoar as almas, já de per si tão presas ao amontoado de coisas verdadeiramente sem legítimos valores.

São nossos guardados, afiançamos.

Quem nos dera fosse mais fácil guardar virtudes e glórias das conquistas espirituais, em aplicação constante, que, sob nenhuma hipótese, estariam paralisadas!

Quem nos dera fossem nossos guardados utilizados a benefício dos carentes, dos sofredores, adquirindo expressão nobre!

Comentamos, vastas vezes, acerca dos ensinamentos de nosso Jesus, com relação a não fazermos tesouros perecíveis, aqueles que não ficarão em nosso poder ou que são corroídos, consumidos, furtados, entretanto, continuamos a manter guardados, inúteis ao nosso tempo que alegamos não dispor de recursos de servir a quem suplica amparo.

Ponha-se a criatura a armazenar alegria, para distribuí-las com os tristes, coloque-se o homem a amealhar sorrisos, espalhando bondade pelos caminhos; ajuste-se cada um ao labor de guardar ternura, ofertando-a aos irmãos ao redor, nessa quadra tão crua de sentimento humano, e, sem dúvida, os seus serão os melhores guardados, nas reservas felizes em sua vida, pela possibilidade de dirigi-los a outros, promovendo júbilo e alevantando vidas.

Guardados que estamos no Amor Divino, guardemos na fé e no trabalho de cada hora o melhor dos nossos empenhos, de modo que, em nome do amor ao próximo, nos libertemos e nos iluminemos, fazendo amigos com os recursos que temos no mundo, como prelecionou Jesus.


THEREZA DE BRITO


Médium: José Raul Teixeira


Fonte: Livro: Nossas Riquezas Maiores – José Raul Teixeira/Diversos Espíritos – Editora Frater.